2

Aloha, Jack, e até nunca mais… [Fail]

Ok, dramas a parte, estamos aqui para uma dica e manifestar insatisfação (não necessariamente nesta ordem). Conhecem o Banana Jack, badalado bar em Ipanema, que tem chopp de banana e talz?

Pois é, movidos pelas compras coletivas resolvemos experimentar a comida, bebida e a ambientação. Existe o bar e existe o tal Aloha Jack que é montado na Praça General Osório, logo em frente ao estabelecimento.

A promoção era atendida neste segundo ambiente. Legal, clima de luau, flores, vela, mesinha e banquinhos de madeira, musiquinha do Red Hot tocando no fundo… Depois de esperar um pouquinho recebemos um atendimento gentil e cordial da moça que estava na porta e fomos pra mesa. A partir daí, o atendimento manteve-se educado, mas muito confuso e demorado.

Pedimos os home burgers da casa e nossas cervejas que faziam parte do cupom e decidimos acrescentar a escolhida Budweiser o “Elixir do Jack”, por apenas R$ 1. Não foi assim uma super experiência, pois o sabor de banana ficou meio artificial (tipo chiclete). Queriamos provar o famoso Chopp de Banana, mas acreditamos que são cardápios diferentes entre o Aloha e o Banana Jack, então, não rolou dessa vez… =/

** ATUALIZAÇÃO **

Provamos o chopp e é tão articial quanto elixir… decepção. ¬_¬

** FIM DA ATUALIZAÇÃO **

Quando finalmente os sanduíches chegaram (pedimos o Balboa Burguer e o Rumble in The Jungle), foi a decepção. Ambos foram trazidos com as batatas fritas frias (agora fale isso rápido três vezes!), assim como o sanduíche que além de frio foi mal montado. O Balboa tinha dois tomatinhos secos e pequenos num hamburger grandão e pouquíssima alface e cebola (daquelas dignas de lanche mal feito do Mc Donald’s) e o Rumble veio quase tão frio quanto as batatas. Triste. XP

Bonitinhos, mas ordinários…

Fora da promoção, ainda tomamos o drink com o nome da casa, Banana Jack, composto de leite condensado, batida de cachaça e suco de banana. Bem gostosinho, doce, bom pra derrubar aqueles mais incautos e/ou fracos para bebida, mas não valeu o que custou (mas este consideramos normal, incluímos aí o valor do ambiente, em teoria).

Pagamos a conta e fomos embora, mas antes passamos no espaço físico do bar para usar o banheiro. Lá dentro as coisas pareciam mais organizadas e as pessoas mais felizes! Com jogos de tabuleiro na mesa do bar, música ao vivo, TVs com jogos  olímpicos e estrutura mais bonitinha, por assim dizer. Ainda vimos que eles tem temas diferentes para os dias da semana.

Na hora, pensamos: Será que a experiência aqui dentro seria melhor? Pretendemos voltar para conferir se é tudo aquilo mesmo ou a experiência do Aloha Jack é que deixou a desejar (e experimentar o chopp de banana).

OBS: Pensamos que a bagunça e a demora no atendimento (e mesmo os pratos frios e mal preparados) deveu-se ao movimento causado pela promoção, mas isso não é da conta do cliente. Quando um lugar se dispõe a por seus produtos ou serviços em promoção, sabe do risco que corre de gerar aumento na demanda e deve preparar-se para lidar com isso. #Se-vira-Banana-Jack

Para nós o Aloha Jack não valeu a pena nem um honorável pouquinho… Banana Fail!

Artigos e sites relacionados:

Site oficial do Banana Jack aqui.

Facebook oficial do estabelecimento aqui.

Post no Kekanto com algumas informações e localização do Aloha Jack (e uma singela opinião) aqui.

Post do Rio Show sobre o Banana Jack aqui.

Fica a dica!

Anúncios
2

A Brahma que não agradou… O_o [Fail]

Nunca pensamos em dizer isso, mas encontramos uma Brahma que não convenceu e, pior de tudo, enjoou! Pois é, duro dizer, mas aconteceu e foi ao experimentar a Brahma Malzbier. O rótulo diz que é uma cerveja escura e forte, escura pode até ser, mas forte…

 A questão que estranhamos muito foi o fato da cerveja ser muito doce. Procuramos a composição no rótulo e descobrimos o motivo, corante a base de caramelo. Resultado: Gosto de xarope. Não curtimos e olha que pra não gostarmos de uma cerveja precisa de muito esforço. Ou não.

Recomendamos provar e tirar suas próprias conclusões, mas já adiantamos que é doce pra cacete! Se não faz o seu estilo, assim como não fez o nosso, já sabe e pode gastar seus R$ 1.89 em qualquer outra cerveja. Beer Fail!

Fica a dica!

0

Kanzai Sushi Boat (vulgo novo Kanzai Sushi Fusion) [Fail]

Vai ficar por aqui no feriado? Pensando em comer fora?

Bom, hoje a dica é pra que você não perca tempo, dinheiro ou paciência com o que não merece.

Vamos explicar: Sábado passado fomos ao Kanzai Sushi Boat (Novo Kanzai Sushi Fusion), no shopping Bay Side, na Barra… Mas chegando lá percebemos que o bote afundou (bote = boat. Tu-dum, tss!). Pois é!

Usamos um cupom que nos dava direito a uma entrada + um combo que veio com 60 peças, servidas em um barquinho bem estiloso (daí o nome Sushi Boat) + uma sobremesa de leve.

Vamos listas os pontos negativos encontrados:

1-      Atendimento lento e funcionários mais preocupados em bater papo que em prestar atenção ao cliente;

2-      Estética ruim: Boa parte da graça de qualquer lugar está em uma boa apresentação e não foi isso que vimos por lá;

3-      Peças montadas sem cuidado, ou seja, se não prestasse atenção tudo se desfazia antes de chegar à boca;

4-      Certa falta de organização: Ao pagar a conta tivemos que ir até o caixa porque a máquina do cartão não ia até a mesa (até aí, ok), mas confundiram com o de outro cliente e por pouco não se enrolam e nos dão a via de TEF que fica no local no lugar da via do cliente.

Para nós o atendimento e os demais pontos citados foram fracos. A comida até estava gostosinha e a cerveja gelada (apesar de nos servirem num copo nada a ver com a bebida) mas, se puder, escolha outro lugar. Sushi Fail!

Fica a dica!

3

Cervejas do meu mundo afora: Gottlich Divina! Weiss [Fail]

Há algum tempo vemos na prateleira a Gottlich Divina! Weiss, cerveja citada no título. Chamaram a atenção o rótulo, o nome, ser do tipo Weiss (que gostamos muito, por sinal), mas principalmente um ingrediente extra despertou um interesse maior: Guaraná (ou extrato de guaraná, como diz o no rótulo). Desde que a vimos ficamos curiosos e com vontade de experimentar, mas ela é meio carinha e ainda tinham algumas cervejas mais em conta na fila para serem degustadas. Fora o fato de que damos preferência as que já estão geladas, coisa que essa nunca esteve.

Pra tentar “forçar” o mercado a mantê-la na geladeira nós sempre colocávamos duas garrafas lá a cada visita nos últimos meses. Foi uma grata surpresa quando chegamos ao mercado no último fim de semana e não tinha nem uma nem duas, mas umas dez cervejas dessa geladas, quase pulamos de felicidade, o sonho recente de consumistas cervejeiros ia se concretizar. Não pensamos duas vezes: Weissbier com guaraná? Mal podíamos esperar e levamos.

Graças a nossa amiga Evellyn, que deu ao Daniel um chaveiro-abridor, foi sair do mercado e abrir para degustar.

Primeiro gole: Ok, é Weiss mesmo.

Segundo gole: Oh, tem bastante gás.

Terceiro gole: Ué, cadê o guaraná?

E partir daí, cada gole era uma esperança de sentir o gosto do guaraná misturado à cerveja… Mas, no fim, foi uma triste decepção. Não fosse a cerveja de um tipo que nós apreciamos muito, eu diria que foi dinheiro jogado fora. Estamos até agora esperando o extrato de guaraná que não veio naquela garrafa. ¬__¬”

Cadê a tal da frutinha do rótulo? Propaganda enganosa! >.<

Nem tudo são flores no mundo das cervejas especiais. A cerveja é boa? Sim. Mas faltou o tal do guaraná. o_O

Conclusão: Vale a pena ser degustada? Até vale, se você estiver de boboeira, num domingo a tarde, com 16 reais sobrando no seu bolso. Se não, melhor seguir outras dicas nossas ou descobrir outros sabores. 😉

PS: Reparem que no rótulo tem a imagem do guaraná… (Revoltados!)

Fica a dica!