0

Uma tarde no museu com Playmobil!

Lembra que falamos sobre a exposição comemorando os 40 anos do Playmobil? Então, nós fomos lá no Museu Histórico Nacional conferir e curtimos muito!

Tinha mais um grande na entrada que é um pirata, bem legal!

O universo montado na exposição faz os adultos voltarem a ser crianças e deixa as crianças de verdade de boca aberta com a enorme quantidade de cenários e detalhes.

Esse era o maior cenário, mas todos tem MUITOS detalhes!

Além dos brinquedos são contados fatos históricos relevantes para a história da marca, além de seu processo de evolução.

20141109_173741

Há uma gostosa mistura do brinquedo com os clássicos do cinema e sucessos de TV, além de uma boa inserção em alguns aspectos da cultura brasileira. Saímos de lá mais que satisfeitos.

Tem um que é de zumbi, bem “The Walking Dead”! 😀

O Museu Histórico Nacional ainda abriga outras exposições que nos chamaram muito a atenção, mas ficou pra outro dia curtir essas atrações. Depois da próxima visita voltamos pra contar como foi.

Ah, e ainda tem uma parte pras crianças se acabarem com alguns brinquedos! 🙂

Não demore para que ir conhecer a exposição 40 anos de Playmobil, ela só ficará disponível até 23 de novembro.

OBS: Aos domingos a entrada é gratuita. Mas só até 2015. Então aproveita!

Fica a dica!

0

Bonecos Playmobil viram história no Rio

Os famosos bonequinhos estão no Museu Histórico Nacional com várias caracterizações de personagens históricos brasileiros! A exposição que começa hoje e vai até o dia 23 de novembro, traz também o material que conta a história dos quarenta anos do brinquedo:

Uma boa pedida para o fim de semana com as crianças!

Onde: Praça Marechal Âncora, s/nº, Centro
☎ 3299-0360, Ter. a sex., 10h às 17h30; sáb. e dom., das 14h às 18h. R$ 8,00 (aos domingos a entrada é gratuita).

Fica a dica!

 

0

Bairros do Rio: 4 lugares para conhecer (ou revisitar) no Centro

Nossa cidade tem muito problema e não podemos negar isso… mas também tem muita coisa boa, ainda bem! 🙂

Vamos listar aqui quatro dicas de locais que vocês podem curtir pelo Centro da nossa cidade. E eu sei que tem gente que nunca foi ou, no mínimo, não vai já faz mais de um ano em qualquer destes lugares! 😉

1 – Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB): Local que abriga várias mostras e exposições, em sua maioria gratuitas. As atividades atendem crianças, adultos e adolescentes. Um excelente lugar para despertar nos pequenos o gosto por arte.

As crianças tacando o zaralho no meio do CCBB, com a devida supervisão das monitoras do local! 😉

O CCBB fica na Rua Primeiro de Março, 66, Centro, Rio de Janeiro – Tel.: (21) 3808-2020.

Funcionamento: de quarta a segunda, das 9h às 21h.

2 – Museu de Arte do Rio  (MAR): Novo espaço para apreciar arte em um local muito bonito da cidade, que é a região do porto (que está sendo revitalizada). Os ingressos custam R$ 8 e R$ 4 (meia entrada). Às terças o MAR é gratuito para todos!

Se você é professor da rede pública, veja como agendar uma visita gratuita com seus alunos.

Museu de Arte do Rio à noite

O MAR fica na Praça Mauá, 5, Centro, Rio de Janeiro – Tel.: (21) 3031-2741.

Funciona de terça a domingo, das 10h às 17h.

3 – Museu Nacional de Belas Artes (MNBA): Abrigo de muitas exposições permanentes que contam nossa história e nossa arte. O passeio é excelente e uma ótima oportunidade de conhecer estilos e artistas.

O museu funciona de terça a sexta-feira, das 10h às 18h, com ingressos custando R$ 8 e R$ 4 (meia entrada). Há também o ingresso família, onde 4 pessoas da mesma família pagam R$ 8 pela entrada no espaço.

A criança se espantou quando viu o tamanho dos quadros no MNBA!

O MNBA fica na Av. Rio Branco, 199, Cinelândia, Rio de Janeiro – Tel.: (21) 3299-0600

Aos sábados, domingos e feriados o museu fica aberto das 12h às 17h. Aos domingos a entrada é gratuita! 😉

4 – Biblioteca Parque: Após algum tempo fechada para reformas, a biblioteca foi reinaugurada oferecendo aos cariocas um espaço de exposições, oficinas e acesso a informação e cultura. Você pode assistir filmes gratuitamente em cabines privadas, audio books e acervo em braille, espaço de ócio criativo para você organizar suas ideias, um café e o bom e velho empréstimo de livros, tradicional das bibliotecas.

Biblioteca Parque

Escolas e grupos e podem agendar visitas através do e-mail: faleconosco.bpe@bibliotecasparque.rj.gov.br

Para participar de oficinas, cursos e laboratórios, mande um e-mail para cursos.bpe@bibliotecasparque.rj.gov.br

A biblioteca fica na Av. Presidente Vargas, 1261, Cento, Rio de Janeiro – Tel.: 2332-7225.

A entrada é gratuita e está aberta de terça a domingo das 10h às 20h.

Tire um dia e vá experimentar um destes passeios ou todos eles. Se você trabalha no Centro da cidade e tem a oportunidade de dar uma volta em horário de almoço ou após seu expediente, aproveite!

E só pra não perder a piada com a época:

Esse museu está precisando de renovação! XD

Fica a dica!

3

Visite Petrópolis: Pertinho do município do Rio, muita cultura, cervejarias e uma cidade linda

Olá!

Aproveitamos o recente feriado de São Jorge pra tirar um merecido descanso. Roteiro bem aqui pertinho do Rio e com um orçamento super possível. Unindo a proximidade, comodidade ($$) e o incrível fato da cidade abrigar três cervejarias, escolhemos Petrópolis!. 🙂

Subir a serra já é uma delícia pela mudança de ares por si só. A viagem partiu da Rodoviária Novo Rio e levou apenas 1h até o desembarque no Terminal Leonel Brizola, na entrada de Petrópolis. A rodoviária de lá, assim como o resto da cidade, é de uma limpeza impressionante para quem convive com a porcariada diária do RJ. Depois de mais uns 20 minutos em um coletivo urbano, chegamos ao Centro, onde ficamos hospedados.

Umas conferidas no mapa aqui e ali, um pedido de informação (e uma moça que ofereceu informação sem pedirmos, mas ajudou pra caramba) e chegamos ao hotel Serra da Estrela (que é muito bom, super recomendamos). Depois do check in feito, nós demos início de fato a nossa viagenzinha por essa cidade que nos encantou.

Nos três dias que passamos lá, ficou a impressão da simplicidade e de um ritmo de vida muito mais calmo do que o nosso, mas que desfruta de muita comodidade moderna e está a apenas uma 1h do Rio.

No Sábado comemos na Casa do Alemão (delícia!), visitamos uma exposição bem legal sobre a ditadura no palácio Rio Negro e a cervejaria da Itaipava (e no final do dia fomos num ótimo rodízio de petiscos em Itaipava mesmo);

No Domingo, fomos no palácio de cristal (que não é feito de cristal e isso acaba com os sonhos de uma criança de ver um palácio de cristal de verdade, mas tudo bem, é bonito de qualquer jeito) e a cervejaria da Bohemia;

Na segunda fomos em alguns museus e lugares legais perto da Praça da Liberdade e da Praça 14 Bis, como o relógio de flores com um lugar pertinho pra compra chocolate artesanal SUPER gostosos, vimos a casa de Santos Dumont de longe porque ficamos de mão vaquisse e não quisemos pagar pra entrar, o museu imperial, o palácio amarelo, a linda catedral de São Pedro de Alcântara e a última cervejaria do tour, a da Cidade Imperial.

Infelizmente não conseguimos ir no museu de cera porque era caro a entrada e a gente preferiu comprar cerveja com aquele dinheiro a ver modelos de cera, fazer comprinhas nos famosos polos de moda: a Feirinha de Itaipava, de Bingen (que apelidamos carinhosamente e foneticamente de Bindjen e ficamos falando num tom engraçado a viagem inteira), e na Rua Teresa, porque quando fomos estava tudo fechado… ficou para a próxima visita.

Algumas coisas que nos chamaram muito a atenção na cidade são algumas políticas adotadas pela prefeitura que tornam as coisas mais agradáveis, como não ter ambulantes a cada esquina (que são oficialmente proibidos, por sinal! #FicaadicaproEduardoPaes), a limpeza e a conservação dos espaços. Como nem tudo são flores, achamos a cidade mal sinalizada, seja para algumas atrações ou mesmo identificar o nome das ruas.

Tem também o fato de muitas construções irregulares estarem subindo mata a dentro pelos bairros (Faveladas do Rio Fellings). Frisamos que esse comentário não tem só cunho estético ou organizacional, ele é também pra pensar que essas construções podem ser vítimas da próxima tragédia de verão, como já vimos e lamentamos.

O saldo da viagem foi muito positivo. A cidade é charmosa, respira a nossa história e está muito perto do povo norte fluminense.

Ah, e a parte cervejeira virá nos próximos dias, com um post para cada cervejaria visitada!

Visite Petrópolis!

Site oficial da cidade de Petrópolis aqui e wiki sobre a cidade aqui;

Site do hotel que ficamos, bem legal e arrumadinho, aqui;

Site com a moda de Bindjen aqui, da Feirinha de Itaipava aqui e das váaaarias lojas da Rua Teresa aqui;

Sites com algumas páginas de dicas e notícias da cidade imperial, como o Destino Petrópolis, o Net Petrópolis, o Acontece em Petrópolis e do jornal Tribuna de Petrópolis.

Fica a dica!

1

Exposições Fotográficas no MAM e no Museu da República

Pra quem gosta de fotografia e quer continuar celebrando essa arte vai a dica de duas exposições que acontecem no Rio. A primeira é a mostra “Fotografia – Coleção Joaquim Paiva”, selecionada a partir do acervo do Diplomata Joaquim Paiva que nos brinda com 134 trabalhos de 69 artistas de 21 países, no Museu de Arte Moderna (MAM), até nove de outubro.

Não muito longe do MAM a fotógrafa Luciana Monteiro expõe pelo segundo ano consecutivo seus trabalhos na “Feira Cultural da Fotografia”, no Museu da República. Luciana estará no local no domingo, 28 de Agosto das 09h às 17h para falar sobre suas inspirações e referências fotográficas.

Vamos às informações:

O que: Exposição “Fotografia – Coleção Joaquim Paiva”;

Onde: Avenida Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo – Centro – Rio de Janeiro;

Contato: Tel. 2240-4944;

Em que horário: De terça a sexta, das 12h às 18h; Sábados, domingos e feriados 12h às 19h;

Por quanto: R$ 8 a inteira e R$ 4 para pessoas com mais de 60 anos. Amigos do MAM e menores de 12 anos entram de graça. Aos domingos, com o chamado “ingresso-família”, paga-se R$ 8 por grupo. Para estacionar o valor é R$ 3 por hora.

Como chegar: Para quem vai sem carro, a dica é ir de metrô até a Cinelândia e de lá ir andando. O caminho é bonito e curto.

Fonte: Revista Veja Rio

O que: “Feira Cultural da Fotografia”;

Onde: Rua do Catete, 45 – Catete – Rio de Janeiro;

Como chegar: O melhor jeito de chegar também é o metrô. Descendo na estação Catete você sai em frente ao Museu da República.

OBS: Após a visita cultural, ainda pode levar as crianças no parquinho que tem no local, ou no aterro do Flamengo, logo depois! J

Fonte: Página de evento no Facebook

Fica a dica!

4

Rio: A arte em exposição!

Os fãs do longa de animação Rio foram presenteados com a exposição Rio: A Arte da Animação, que traz as primeiras páginas do roteiro, storyboards, esboços, esculturas dos personagens, além dos cenários do filme. A mostra acontece no Museu Nacional de Belas Artes, no Centro do Rio.

A visita encanta crianças e adultos que podem conferir as inspirações usadas no filme. O espaço conta com duas TVs que reproduzem as aventuras de Blu e Jade, além do espaço com celulares conectados a televisores para jogar Angry Birds: Rio.

MNBA fica na Av. Rio Branco, 199 – Centro – Rio de Janeiro. Para maiores informações: (0xx)21 2240-0068

Se for de Metrô, só descer na estação Cinelândia, que é bem pertinho!

Horário de Visitação:

Terça a Sexta-feira, das 10 às 18hs; Sábados, domingos e feriados, das 12 às 17 horas. A visita custa: R$ 5 (inteira), R$ 2 (meia). Aos domingos a entrada é grátis! 😉

OBS: Ainda pode aproveitar e dar uma olhada nas obras do museu, que são bem legais!

OBS 2: A exposição começou no dia 8 de Julho e vai até 4 de Setembro.

Fica a Dica!