4

Para os pais: Confira sites legais com o cotidiano e dicas

A internet está povoada de blogs e sites para mães, grávidas e mulheres que desejam um filhotinho, mas e os pais?

Nesse mundão virtual eles não ficaram de fora. Ainda são discretos (ou assim acredito), mas estão ganhando espaço e mostrando como podem ser super pais, pai e mãe ao mesmo tempo e ser fofos.

Um blog que tenho acompanhado muito ultimamente é o Família Palmito, que conta a vida de dois palmitos fora do pote, como consta na apresentação. É pra derreter com tanto amor e fofura. É o cotidiano de um pai e seu filho lindo que parecem aprender e crescer juntos. É bonito ver a cumplicidade e carinho que o Rafael Noris tem com filho, Miguel.

Outro paizão que está na rede pra mostrar que pai não é aquele que paga as contas somente e sim aquele que participa, cria, educa e ama é o Renato Kaufmann, pai da Lúcia que é linda. Os dois são as estrelas do blog Diário Grávido. Lá você encontra a história dos dois e suas aventuras nessa vida que dá voltas e prega peças. É divertido, delicado e lindo!

Para contar a aventura de se descobrir e ser pai, o Renato escreveu dois livros: Diário de um grávido e Como nascem os pais.

Para os pais nerds, recomendo o Nerd Pai, onde você encontra divertidas lições jedi de como criar seu Padawan.

Considero esses espaços fundamentais para que os homens possam se encontrar nesse meio de sentimentos, deveres e direitos que envolve ser pai e partilhar suas histórias de vida com seus filhos.

Você pode pensar que esse post saiu fora de hora por que o dia dos pais foi ontem. Mas foi de propósito, pois apesar de acreditar que datas são apenas datas e ser pai é pra todos dias, muitos pais passaram o dia simbólico longe de seus filhos e imagino como deve ser dolorido. A estes pais que são impedidos de conviver com seus filhos, gostaria de desejar um feliz dia dos pais.

Pra vocês que são pais mesmo de longe, mesmo que alguém dificulte, mesmo que alguém minta. Fiquem firmes. Vocês são pais! Parabéns!

Eu tenho o imenso prazer de acompanhar de perto, todos os dias o nascimento de um pai. E acompanhar como é preciso tirar forças não se sabe de onde pra superar todas as barreiras que são impostas a pais e filhos. Aqui, o pai é o Daniel, que eu tenho o orgulho de acompanhar, ajudar e chacoalhar quando é necessário. 😉

Foi vendo o pai que ele vem se tornando que me fez ter a certeza de que será um excelente pai para o meu filho. Feliz Dia dos Pais, meu amor. Nada do que façam vai ser suficiente para tirar o que você e seu pequeno tem.

A todos os pais que querem ser PAIS, desejo força, equilíbrio e que nunca desistam dos seus filhos.

Se vocês sofrem para que tenham o direito de serem pais, talvez consigam ajuda também nesses espaços:

Pai Legal.Net

Pais por Justiça

A Morte Inventada

A imagem fofa foi tirada daqui.

Não desistam nunca!

Fica a dica!

Anúncios
0

Pra ontem? Mais de 5 alterações de rascunho? Dá uma palavrinha com o Di Vasca…

Ladies and Gentlemen,

Eis que acessando o bom Nerd Pai encontramos um blog engraçadíssimo, com a luta diária de um profissional da arte (como ele nomeou em sua descrição) contra pedidos malucos de pessoas sem noção e profissionais que sempre pedem mais do que é justo.

Confiram o blog do Luis Di Vasca.

Em algum momento (que não sei se ele divulga no blog, pois ainda não o lemos inteiro) ele se revolta com o jeito como ilustradores no Brasil são tratados e começa a dar resposta a altura das sandices das pessoas.

Com sua língua (ou dedos, no caso) afiada o cara responde aos mais diversos pedidos de ilustrações, onde a galera pede “um jeitinho”, ou “só um desenho pequeno, o que que custa”, ou um desenho super trabalhoso hoje pra amanhã. Também tem aqueles casos de calote e quando uma pessoa pede um desenho, mas a cada rascunho pede uma “alteraçãozinha” entre 7 a 18 (!!!) vezes. Ah, claro, na grande maioria, de graça, né. Por que remunerar um cara que faz um desenho, coisa tão fácil de fazer! A divulgação de seu trabalho, a satisfação em ajudar os outros já deveria ser pagamento suficiente, né?

NÃO!

A questão do blog é muito mais profunda que o meu, o seu, o nosso entretenimento. Pare pra pensar quantas vezes desvalorizamos não só um artista, mas um médico ou um eletricista da vida onde a gente sempre pede (e várias vezes, na hora vaga dele) que a pessoa dê “aquela olhadinha” ou “aquele jeitinho” e não quer pagar nada ou muito abaixo do que vale o serviço.

Pare e reflita sobre isso. No meio do caminho, se escangalhe e chore de rir como nós fizemos! 😉

Dá uma olhada e uma de suas artes, exatamente sobre como as pessoas pedem as coisas:

OBS: O melhor são os emails postados e como ele finaliza uma arte só pra responder a altura.

OBS 2: Ele tem uma lojinha, ainda pequena, onde vende algumas camisas e desenhos. Confira aqui.

Idéia inicial: Post no Nerd Pai.

Fica a dica.