0

Cervejarias do Rio: 19 Opções Exclusivamente Cariocas!

O cenário cervejeiro no Brasil teve um bom crescimento nos últimos anos e no Rio de Janeiro não foi diferente. É claro que ainda precisamos de mais cervejarias , mas temos alguns representantes respeitáveis neste mundo por aqui.

Coitado do cara, só queria fazer sua cervejinha em larga escala…

Ainda não visitamos todas as cervejarias mas já provamos alguns de seus rótulos. Segue uma lista para você conhecer e procurar a cerveja que mais gostar de cada um:

Fraga: Bebemos o chopp de trigo no Antiga Mercearia e Bar. Aprovamos! Infelizmente, não tem fábrica ou bar pra visitar, tem que procurar os lugares que recebem dela.

Antiga Mercearia e Bar: Falando nela, produz dois chopes ótimos um de trigo e um pilsen (que super recomendamos). Fica na Cobal do Humaitá, pertinho de Botafogo, com várias cervejas brasileiras e muito salgadinho e ingredientes para serem comprados por peso. Aconchegante.

Noi: Experimentamos apenas três dos sete que tem no site, mas já aprovamos! Falta atravessar a ponte ir conhecer o bar da fábrica lá em Niterói.

Röter: Lá de Barra do Piraí. Provamos a de trigo, a Pale Ale e a Summer Ale, que é ANIMAL (com uma edição especial para o restaurante Pipo, no Leblon). Daquelas pra você não passar a vida sem provar e que ficaria uma tarde inteira bebendo só ela!

Mistura Clássica: A Beatus Trippel está entre as nossas preferidas. Ela é de Volta Redonda, mas você pode dar um pulo no Shoping Nova América e conferir o quiosque que já tem uma boa variedade das MUITAS que essa cervejaria produz.

Ah, eles produzem também a Cerveja da Lapa – feita de acordo com a lei de pureza alemã e delicinha, diga-se de passagem – para o Lapa Café.

St. Gallen Conhecemos, bebemos e aprovamos praticamente todas. Faltam só algumas sazonais! 😉

Dona das marcas Therezópolis e Sul Americana (que possui uma ótima Pilsen). Tem uma “fábrica” aberta pra visitação, com bons restaurantes, lá em Teresópolis.

Three Monkeys Beer: Entrou na lista de cervejas que precisamos experimentar. A foto da Belgian Golden Ale, pelo menos, parece bonita!

Jeffrey: Encontrada mais em restaurantes e eventos, uma cerveja peculiarmente boa! As especiarias dão um gosto especial (!) a ela. Encontramos ela numa feira gastronômica que rolou lá na Lapa, demos nossas impressões neste post. Possuem uma distribuidora oficial no Humaitá.

Cidade Imperial: Lá de Petrópolis – chamada de “cervejaria do príncipe”, por fazer parte da família real que ainda vive na cidade, possui uma pilsen deliciosa! Fora as três em garrafa, que são muito boas, principalmente, a Helles!

Agora, eles tem um tour oficial, mas quando fomos, visitamos a fábrica MESMO! O técnico no local mostrou as cervejas sendo rotuladas a mão, bem artesanal mesmo. E ainda provamos o chope tirado da serpentina, na hora, ali. Perfeito.

Duas Cabeças: Ainda não tivemos a oportunidade de experimentar as três cervejas desta marca, mas uma com o nome de MaracujIPA chama a atenção! 🙂

Botto Bier: Vendida em lojas especializadas e no Botto Bar, de seu mestre cervejeiro Leonardo Botto.

Chopp Daserra: Melhor pilsen engarrafada que já provamos na vida! Cremosidade, sabor, cheiro, cor… tudo excelente! Falta acharmos aqui no Rio em algum local especializado, pois só a vimos lá em Teresópolis, numa distribuidora avulsa.

Boteco Salvação: Mais um pubzinho, onde rolam vários eventos legais e música ao vivo. Possui um chope próprio, amanteigado na medida certa. Fica em Botafogo.

Barão Bier: Dita primeira cervejaria de Nova Friburgo, mais uma que precisamos provar. É muita cerveja nesse mundo, meu Deus! O_O

Chopp Clássico: Fica lá em Triagem, bem perto do metrô e do CADEG. Sempre vemos o carro da entrega passando em frente a nossa casa, mas nunca conseguimos experimentar seus chopes, em especial, o de vinho! Só provamos chopes pavorosos de vinho, esperamos que este valha a pena!

Caborê: Fomos em Paraty pro Festival da Cachaça e não sabíamos desta cervejaria! Precisamos voltar pra provar (tanto a nova cerveja como as boas cachaças do local). 😉

Pe’Ahi: A “cerveja da onda”, uma Amber Ale bem gostosinha! Recomendamos ir no restaurante de mesmo nome, nem que seja apenas para prová-la. Tem unidades no Shopping Tijuca, na Barra e na Gávea.

Das grandes, para não falar que não mencionamos:

Bohemia: Vale a pena conhecer o tour, que conta a história da cerveja e das muitas marcas que passaram pelo Brasil. A sua cerveja de trigo vale pelo custo/benefício. A confraria tem um gosto todo especial, que vale muito seu investimento. E boa desculpa pra visitar Petrópolis.

Itaipava: Dá pra visitar a fábrica do Grupo Petrópolis mesmo e ver a produção em larga escala! Máquinas gigantescas, passando, limpando, rotulando e enchendo garrafas de um lado para o outro. Parece aqueles episódios de desenhos antigos, muito maneiro! Fora que, no final do tour, provamos os MELHORES CHOPES DE NOSSAS VIDAS!

E como é da Itaipava, pode até achar suspeita nossa opinião, mas te afirmo: Aqueles chopes tirados no final do tour não são os que vendem pro consumidor final, fato! O pilsen estava perfeito e o black era A PERFEIÇÃO SUPREMA! Dá água na boca só de lembrar a cremosidade daquele chope.

Eles possuem as marcas Weltenburger Kloster, Petra, Black Princess e a Lokal Bier. Ah, e adivinha onde que a cervejaria fica? XD

…Ufa, terminamos!

Conhece alguma cervejaria que deixamos de listar? Conte pra nós nos comentários.

E pra finalizar:

Vamos atrás de todas! 😀

Fica a dica!

Anúncios
1

Locais para visitar: Lapa Café

Aproveitando a ótima promoção do Groupon (porque, né, não somos ricos. 😉 ) fomos conhecer o Lapa Café. O bar é bem famoso por sua grande variedade de cervejas especiais, bom espaço e ótimas músicas. Chegando lá vimos que além disso tudo, o atendimento é ótimo e a comida melhor ainda. Se considerarmos que as coisas andam surreais em termos de preço aqui no Rio, o bar até que está na lista dos possíveis (mas beeeeem no limite).

Provamos três cervejas e três comidinhas que estavam na promoção, muito boas mesmo. Apenas uma ressalva para a Chapeu Kriek Lambic Beer, que tem meio que um gosto de gelatina… Mas bebemos de boa.

O ambiente é descontraído, bem decorado e conta com boa estrutura para atender aos clientes. Ouvimos música boa e nos divertimos em paz vendo outras pessoas fazendo o mesmo. Se puder aproveitar uma boa oferta para conhecer será melhor, senão separe uma graninha, pois as cervejas são um pouco mais caras dado a sua qualidade, mas é um local que vale a pena conhecer, com certeza! 😀

Ah, se isso tudo ainda não te convenceu, eles ainda tem uma cerveja própria do local:

Está é ÓTIMA, feita de acordo com a lei de pureza, 600 ml, feita pela Mistura Clássica, excelente opção! 😉

Fica a dica!

0

Comida di Buteco edição 2013!

Olá!

Animados para o fim de semana? Fiquem atentos e escolham um bar participante e aproveitem mais uma edição do festival Comida di Buteco!

Confiram os estabelecimentos participantes clicando aqui.

OBS: O site está um tanto instável no lançamento do evento, mas conforme os dias forem passando deve normalizar o acesso.

Fica a dica!

5

Locais para conhecer: Botto Bar

Olá! Como foi o feriado de vocês?

O nosso foi produtivo, aproveitamos para conhecer o mais novo reduto cervejeiro do Rio, o Botto Bar. O empreendimento do mestre cervejeiro Leonardo Botto, que fica na Praça da Bandeira.

O lugar é muito bem decorado, bonito e apesar de pequeno é muito convidativo. Como estava cheio na hora em que chegamos, ficamos no balcão mesmo, mas foi tranquilo e fomos bem atendidos. Do balcão é possível ver todas as torneiras de chopp disponíveis na casa, o que aumenta a vontade de experimentar todos.

Com o diferencial de não ser apenas um bar que vende cerveja especial, até porque isso tem bastante hoje em dia. A grande sacada é que eles vendem o chopp das tais cervejas especiais e isso não encontramos em qualquer lugar.

Nesta primeira visita experimentamos quatros chopps e um típico petisco inglês, iscas da peixe e batata frita com molho tártaro. Bebida gelada e muito boa, comida gostosa e bem apresentada.

Gostaríamos de ter bebido o Botto Bier, que é uma criação do dono do bar mas não tinha… daí, fica pra próxima visita!

Um detalhe: O local é todo maneiro por dentro, o atendimento foi muito bom, mas faltou uma sinalização na fachada com o nome do estabelecimento. Mas damos um desconto por se tratar de um local aberto há pouco tempo. Só procurem antes de ir, Ok? Sem o Google Maps ‘távamos perdidos!

Quem estiver a fim de curtir um lugar legal, com música ambiente (no dia, ao menos, era um rockzinho das antigas muito bom) e boa cerveja chega lá no Botto Bar.

Ah, lá não tem cerveja “comum”, então, vá preparado pra gastar numa faixa entre 40 e 100 reais.

Onde: Rua Barão de Iguatemi, 205, Praça da Bandeira – Rio de Janeiro (rua do batalhão de polícia).

Horários: De Terça a Sábado, 17:00 – 00:00 e Domingo, 15:00 – 22:00

Fica a dica!

0

Casa Velha: Bom restaurante no Centro do Rio, com um crepe delicioso!

Olá!

Companheiro (a) de internet, ontem, no final da tarde, procurando algo para comer no Centro, Daniel lembrou de um restaurante chamado Casa Velha, que fica em frente ao Pajé, esquina com a Rua da Assembléia. Paramos, vimos na frente uma lista com VÁAAARIOS sabores de crepe.

Clique aqui para acessar e ver tudo que eles tem lá!

Escolhemos um de presunto, tomate, palmito e queijo, pedimos um suco de laranja e 100g de pão de queijo pra esperar ficar pronto (até porque estávamos cheios de fome).

Sentamos, lugarzinho legal, suquinho e pãozinho chegaram a mesa, beliscamos, coisa e tal… Consegue-se ver o cara fazendo o crepe na hora, bem maneirinho…

…Até que chega a nossa mesa, com aquela manteiguinha special pra crepe, divido em dois para, bem, comermos irmamente! 😛

Amigo (a), que delícia! Não perde pra nenhum Chez Michou ou qualquer creperia da vida! E ficamos bem cheios (Daniel disse que comeria um inteiro, mas ele é um ogrinho, então, já viu, né)!

O estabeleciomento ainda tem entrega pra uma porrada de coisas, como coffe break, kit festas, pão a metro, tábua de frios, salgadinho e refeições. No local também tem almoço a quilo, uma parte meio lanchonete, vários bolos e sorvetes.

Ou seja, atende a MUITOS gostos! 🙂

Não provamos o resto, mas o crepe está aprovadíssimo!

Informações:

Onde: Rua Rodrigo Silva, 7, Centro, Rio de Janeiro -RJ, Brasil, Terra, Via láctea.

Como chegar: Pegando o metrô, saindo na estação Carioca, só ir em direção a rua da Assembléia e virar pro lado oposto a Uruguaiana!

Contato: 2533-4021 / 2524-8434 (Ou vide imagem acima)

Artigos e sites relacionados:

Site oficial do Casa Velha aqui.

Localização no Google Maps aqui.

Wiki sobre crepe aqui.

Fica a dica!

2

Aloha, Jack, e até nunca mais… [Fail]

Ok, dramas a parte, estamos aqui para uma dica e manifestar insatisfação (não necessariamente nesta ordem). Conhecem o Banana Jack, badalado bar em Ipanema, que tem chopp de banana e talz?

Pois é, movidos pelas compras coletivas resolvemos experimentar a comida, bebida e a ambientação. Existe o bar e existe o tal Aloha Jack que é montado na Praça General Osório, logo em frente ao estabelecimento.

A promoção era atendida neste segundo ambiente. Legal, clima de luau, flores, vela, mesinha e banquinhos de madeira, musiquinha do Red Hot tocando no fundo… Depois de esperar um pouquinho recebemos um atendimento gentil e cordial da moça que estava na porta e fomos pra mesa. A partir daí, o atendimento manteve-se educado, mas muito confuso e demorado.

Pedimos os home burgers da casa e nossas cervejas que faziam parte do cupom e decidimos acrescentar a escolhida Budweiser o “Elixir do Jack”, por apenas R$ 1. Não foi assim uma super experiência, pois o sabor de banana ficou meio artificial (tipo chiclete). Queriamos provar o famoso Chopp de Banana, mas acreditamos que são cardápios diferentes entre o Aloha e o Banana Jack, então, não rolou dessa vez… =/

** ATUALIZAÇÃO **

Provamos o chopp e é tão articial quanto elixir… decepção. ¬_¬

** FIM DA ATUALIZAÇÃO **

Quando finalmente os sanduíches chegaram (pedimos o Balboa Burguer e o Rumble in The Jungle), foi a decepção. Ambos foram trazidos com as batatas fritas frias (agora fale isso rápido três vezes!), assim como o sanduíche que além de frio foi mal montado. O Balboa tinha dois tomatinhos secos e pequenos num hamburger grandão e pouquíssima alface e cebola (daquelas dignas de lanche mal feito do Mc Donald’s) e o Rumble veio quase tão frio quanto as batatas. Triste. XP

Bonitinhos, mas ordinários…

Fora da promoção, ainda tomamos o drink com o nome da casa, Banana Jack, composto de leite condensado, batida de cachaça e suco de banana. Bem gostosinho, doce, bom pra derrubar aqueles mais incautos e/ou fracos para bebida, mas não valeu o que custou (mas este consideramos normal, incluímos aí o valor do ambiente, em teoria).

Pagamos a conta e fomos embora, mas antes passamos no espaço físico do bar para usar o banheiro. Lá dentro as coisas pareciam mais organizadas e as pessoas mais felizes! Com jogos de tabuleiro na mesa do bar, música ao vivo, TVs com jogos  olímpicos e estrutura mais bonitinha, por assim dizer. Ainda vimos que eles tem temas diferentes para os dias da semana.

Na hora, pensamos: Será que a experiência aqui dentro seria melhor? Pretendemos voltar para conferir se é tudo aquilo mesmo ou a experiência do Aloha Jack é que deixou a desejar (e experimentar o chopp de banana).

OBS: Pensamos que a bagunça e a demora no atendimento (e mesmo os pratos frios e mal preparados) deveu-se ao movimento causado pela promoção, mas isso não é da conta do cliente. Quando um lugar se dispõe a por seus produtos ou serviços em promoção, sabe do risco que corre de gerar aumento na demanda e deve preparar-se para lidar com isso. #Se-vira-Banana-Jack

Para nós o Aloha Jack não valeu a pena nem um honorável pouquinho… Banana Fail!

Artigos e sites relacionados:

Site oficial do Banana Jack aqui.

Facebook oficial do estabelecimento aqui.

Post no Kekanto com algumas informações e localização do Aloha Jack (e uma singela opinião) aqui.

Post do Rio Show sobre o Banana Jack aqui.

Fica a dica!

0

Dia dos Namorados também é dia de comer… Sushi, seu mente suja. ;)

Hoje é aquele dia bonitinho, comercialzinho, com móteis e restaurantes cheios. Tente fugir disso e ir curtir com seu amor (ou sozinho mesmo, se você estiver solteiro) um lugar mais calmo, com uma comida bacana (não pense besteira, lembre-se: Os motéis estão todos cheios!) e bom atendimento. Estamos falando do Nakami – Temkeria e Sushibar. Um espaço pequeno ali no final da Voluntários da Pátria, em Botafogo.

Estivemos lá no Domingo e achamos muito legal. O atendimento foi bom, os pratos estavam uma delícia e a estética do lugar é muito boa. A única ressalva fica para a sobremesa: Pedimos um Temaki de morango com Nutella e o que veio foi um sorvete de morando em cone de biscoito molhado com Nutella, foi a única coisa que contrariou as expectativas, mas passou.

Então, é isso: Aproveitem o dia e curtam a companhia de quem você quer por perto (mesmo que esse alguém seja apenas você).

Feliz Dia dos Namorados!

C: Em especial pro meu namorado gato, Daniel Feitoza. Te amo, amor!

D: E pra minha parceira/namorada/amiga/amante Carolina Souza! Te amo! 😉

Fica a dica!