0

Cervejas do meu mundo afora: Blanche de Namur

Olá!

A cerveja de hoje é do estilo witbier (feita com trigo, que adoramos, mas um pouco mais leve que a weiss comum), clara, com 4,5% de teor alcoólico e com aroma e sabor frutados muito agradáveis. Nós encontramos essa gracinha engarrafada em 750 ml no Sam’s Club da Linha Amarela, aqui no Rio. Uma boa surpresa, pois não conhecíamos e após avaliar a relação de custo/benefício, levamos pra casa.

Conheça a Blanche de Namur:

A garrafa e o rótulo são bonitos, possui gosto agradável, mas alguns detalhes podemos ressaltar além das qualidades:

– Muito colarinho. Por favor cervejeiros, não nos matem, nós gostamos de um bom colarinho. Acontece que mesmo seguindo as regrinhas para servir corretamente esta cerveja e equilibrar líquido e espuma, acaba que na nossa opinião ficou espuma demais. Mas ok…

– Sabor suave. Não, não é um defeito é apenas uma nota, já que gostamos de sabores mais concentrados e fortes.

– Não é a mamãe Paulaner. Ainda não encontramos cerveja de trigo que, na nossa opinião, se compare.

Superados estes fatores e gostos pessoais, recomendamos que experimente a Blanche de Namur, da Brasserie du Bocq. Uma beleza belga pronta para ser apreciada que ganhou o posto de World’s Beer Awards de 2009 na categoria Grain-only Wheat Beer.

Ah, também é possível encontrá-la na versão 330 ml. 😉

Links e sites relacionados:

Informações no Brejas aqui.

Post sobre esta cerveja no Cervejeiros Amadores (com direito a vídeo) aqui.

Fica a dica!

Anúncios