2

London Beer House: Um Bom Pub na Zona Norte do Rio!

Como hoje é sexta e acabamos de ter uma boa experiência num local novo, vamos compartilhar com vocês.

Difícil resistir a uma boa oferta, compramos um cupom para consumo de seis chopps mais uma costela suína ao molho barbecue com batata frita. O que mais chamou atenção foram os seis chopps, que estavam divididos em duplas para os três tipo da cervejaria Noi, trigo, pilsen e stout (porque, por mais que a promoção me diga, nada me convence que aquilo era dunkel).

Cerveja de trigo e todo o sabor delicioso que o estilo representa! 🙂

Uma pilsen artesanal bem comum, nenhum destaque.

Gostinho de café delicioso, sem ser forte!

O ambiente é bonito, bem decoradinho e tem uma programação de música ao vivo separada por estilo pra cada dia da semana. O atendimento foi muito bom também. A costela foi uma surpresa a parte, pois a foto da oferta mostrava uma porção muito menor que a que foi, de fato, servida a nós. Ponto pra casa!

Cara, a foto não faz jus… O prato era 2/3 da largura da mesa! O_O

Já faz um tempo que queremos conhecer a cervejaria Noi (que fica em Niterói), mas até agora não tivemos a oportunidade. A ida ao pub facilitou isso e pudemos experimentar três de seus chopes. A comida também estava ótima e nos serviu extremamente bem. Demos uma olhada no cardápio, os preços são de um pub comum e eles tem uma carta de cerveja bem maneirinha.

A localização também é tranquila. Fica na Vila da Penha, na esquina da Rua Ápia com a Av. Brás de Pina e próximo ao metrô de Vicente de Carvalho. De lá, tem muitas linhas de ônibus que deixam praticamente na porta e te evitam a fadiga. 😉

Se quiser ver o trajeto no Google Maps e as linhas que passam por lá, só clicar aqui.

Além de ter sido por um bom preço devido a promoção, a qualidade do serviço, local, chopps e comida agradaram muito. Esperamos voltar em breve.

Fica a dica!

Anúncios
2

O MetrôRio como você nunca viu!

Estamos aqui para falar de uma iniciativa bem legal do MetrôRio, a concessionária que administra o metrô da nossa cidade. Eles promoveram no último sábado (03/03) um encontro com alguns participantes de suas redes sociais para sanar dúvidas, esclarecer procedimentos e andamento de projetos.

O encontro reuniu prestadores de serviço e usuários em geral. Foi conduzido pela equipe operacional do metro que falou sobre integração, valor de passagem, mercado, novos trens, expansão da malha ferroviária e manutenção, atendendo às ávidas perguntas que surgiam a cada novo tópico.

O dia foi marcado pela visita ao Centro de Controle Operacional e ao Centro de Manutenção, onde pudemos ver como são monitoradas as estações e demais dependências do metro e como é realizada a manutenção dos trens.

___________________________________________________________________________________________

>> Dedo na ferida

Um dos pontos mais esperados do encontro (pelo menos por mim, Carol) foi a conversa com o chefe da manutenção, que falou sobre o tema mais polêmico do serviço: ar-condicionado. Ele explicou as causas dos problemas enfrentados pelos usuários da Linha 2, que é o calor excessivo nas composições. Basicamente, o problema acontece devido o tempo de existência dos trens, que é de 30 anos, aproximadamente. Eles não foram projetados para andar na superfície, como acontece durante toda a extensão da linha 2 (que não existia quando os trens foram comprados). Isso, somado ao nosso calor intenso, aquece o sistema de ar-condicionado até desarmá-lo (um mecanismo de defesa para evitar pane). Quando um trem entra nos túneis subterrâneos, as condições climáticas voltam ao normal e o sistema começa a se reestabelecer.

Comentário: Esperamos que nossos governantes, a partir desta experiência excruciante para a população, pensem antes de realizar grandes obras que daqui a alguns anos as demandas aumentarão e que o que hoje é pouco usado, amanhã pode estar superlotado. Se pensarem assim, é provável que não construam sistemas que em pouco tempo não atenderão a população com qualidade merecida e paga pelos nossos impostos.

___________________________________________________________________________________________

>> Educação

O pessoal do metrô tirou dúvidas, falou de melhorias, novidades, deu lanchinho, mas entrou num assunto muito chato, onde nós, usuários do serviço temos culpa direta. A educação (ou, no caso, a falta dela).

Vidros e teto quebrados, espelhos, banheiros e outras instalações das estações depredadas. Sabe quem fez tudo isso? A população. Não todo mundo, claro, mas uma parcela mal educada. Isso é vergonhoso.

Se você não está satisfeito e quer protestar, existem outras formas. Depredar o patrimônio do metro é uma puta grande falta de educação e também uma enorme burrice, pois aquilo lá é nosso, usamos todos os dias, dependemos do serviço. Quando ele é inutilizado, somos nós mesmos quem pagamos o pato. Bota a cabeça pra funcionar e não faz mais isso, ok? Ah, utilize as lixeiras para jogar o lixo, não emporcalhem os bainheiros e estações, somos todos nós quem usamos tudo isso.

___________________________________________________________________________________________

>> Dependência

Outro ponto esclarecedor do encontro foi saber que, mesmo tendo a concessão para explorar o serviço, o MetrôRio não pode fazer tuuudo o que quer. As grandes decisões como implantação de tecnologia, compra de trens e expansão da malha ferroviária, por exemplo, precisam do aval do nosso governo. Se a empresa propuser e o governo aceitar, lindo, nós ganhamos o serviço/melhoria mais rápido, mas se não for assim, a empresa não pode ir adiante e ignorar o estado.

Neste contexto, entra a burocracia pública que todos nós conhecemos e odiamos. Então, antes de xingar somente a empresa que administra o metrô por algo que não foi feito, pense que 50 ou mesmo 100% dos palavrões poderiam ser destinados ao nosso governo. Tudo tem dois lado…

___________________________________________________________________________________________

>> Algumas de nossas dúvidas, sanadas

Dica Aleatória: Por que o metrô não funciona 24h?

MetrôRio: A manutenção de trens e trilhos é realizada no período em que o metrô não está aberto ao público. Torná-lo 24h inviabilizaria a manutenção.

DA: Quando chegam os novos trens?

MR: A previsão de chegada é para o início de abril, quando entraremos em nova fase de testes (com previsão de finalização em agosto). Só após esta fase é que os trens passam a atender a população.

DA: Os trens andam sempre superlotados em horário de pico. Por que isso sempre acontece?

MR: Devido à quantidade de trens não ser suficiente para o aumento crescente da demanda. A melhoria virá após a chegada dos novos trens.

DA: Sofreremos com o mesmo calor nos novos trens?

MR: Não. As novas composições tem sistema de ar-condicionado mais moderno e receberão isolamento térmico para amenizar a exposição ao Sol.

___________________________________________________________________________________________

>> Dicas

Meus caros, o dia foi produtivo, divertido, cheio e serviu para sanar nossas dúvidas e trazer duas dicas para vocês:

Dica nº 1: Em caso de problemas no carro (vagão) em que você estiver, havendo vontade sua de reclamar/comunicar ao metrô via redes sociais, lembre-se de, junto com sua reclamação, enviar o nº que aparece nas extremidades do carro (lado de dentro) ou nas laterais do mesmo (lado de fora). Assim será mais fácil a identificação e solução do problema.

Dica nº 2: A distribuição de ar frio é feita no meio dos carros, se puder, fique sempre por lá. A temperatura tende a ser mais agradável.

___________________________________________________________________________________________

>> Concluindo

Eu pensei em fazer um post pequeno sobre o sábado, mas tem tanto assunto que eu escrevi pacas e mesmo assim faltou coisa, mas serve para vocês terem uma noção de como foi.

Ao MetrôRio, agradecemos o convite, a equipe disposta a sanar as dúvidas e pela simpatia. Parabenizamos a iniciativa. Espero que fiquem com a certeza de que o que for para ser elogiado será. Mas o que for para ser cobrado vale o mesmo. Achamos que essa é uma troca rica. Não se pode só jogar pedras sem ouvir o outro.

Ao Governo, pedimos que seja menos burocrático e trabalhe junto a equipe do MetrôRio.

A vocês, leitores, pedimos que prestem atenção às necessidades e cobrem, mas que sejam conscientes e educados.

Aos demais meios de transporte, esperamos que façam o mesmo!

Fica a dica!

6

É carnaval! \o/

Queridos, além de ser sexta, hoje já começa o carnaval. Tem coisa melhor?

Aproveite, viaje, fique aqui, descanse, beba (Água também, não esquece), use camisinha e curta muito. Sabe a história do “se beber, não dirija”? Então, é verdade. Aqui no Rio Metro Rio (seu lindo) e a Supervia vão funcionar 24h. Nem gastar dinheiro com táxi você vai precisar. 😉

Se quiser completar este post dando suas dicas de carnaval no comentários, fica a vontade, é tudo muito bem-vindo!

Se for para algum bloco maneiro, não esqueça de nos avisar! 😉

Fica a dica!

0

Cor e luz em Paris, bem ali na Glória! ;)

Até dia 4 de fevereiro (sábado), você pode visitar a Praça Paris, na Glória e surpreender-se com a beleza e a simplicidade da mostra Máximo Silêncio em Paris, do artista italiano Giancarlo Neri. Nove mil lâmpadas foram dispostas pela praça para te fazer mergulhar em cor e luz. O espetáculo acontece das 19h às 0h. Leve a câmera ou celular e registre. Rende boas imagens.

Para chegar lá de metrô é  bem fácil, só descer na estação Glória e seguir em direção à praça, logo você avistará as luzes.

Fonte: Cultura.Rj

Fica a dica!