0

Primeiro sábado do mês tem o que? Tem Feira do Lavradio? Tem sim, senhor! :D

Meu povo, amanhã é o primeiro sábado do mês e caso vocês não se lembrem, tem Feira do Lavradio!

 

Então, como amanhã vamos doar sangue e o INCA já é ali pertinho, vamos aproveitar e dar uma passada lá. Tá sem nada pra fazer? Vamos lá, tomar uma cerveja, comer uns petiscos e curtir a boêmia carioca, o artesanato, a diversidade, enfim, vários fatores que fazem do nosso Rio de Janeiro um lugar lindo, do Brasil um país tropical, abençado por Deus e bonito por natureza. 😉

Que bonito isso, acho que devíamos escrever uma música! 😛

 Fica a dica!

Anúncios
0

Incentivo a cultura bem vindo: FITA – Festival Internacional de Teatro de Angra

Para incentivar a cultura no interior do Rio de Janeiro, foi criado o FITA – Festival Internacional de Teatro de Angra. Com programação gratuita e com preços populares, o festival começou dia 14 de outubro e vai até dia 30.

Além de produções teatrais, acontecem cursos, debates, teatro nas escolas e a Festa Nacional de Animadores de Bonecos.

As premiações reservam espaço para melhor ator, melhor atriz, melhor cenário, além de outros itens que compõem a ficha técnica de uma produção e, claro, o prêmio de melhor espetáculo, que é escolhido pelo público.

Se você estiver indo pra Angra, não deixe de participar e se puder dar uma fugida só pra conferir, também está valendo.

Fica a dica!

0

Aniversário do CCBB RJ no próximo dia 12 tem programação especial, confira!

Doze de Outubro, além de Dia das Crianças e de Nossa Senhora Aparecida, é também dia de soprar velas para um dos locais mais movidos a cultura e informação no Rio.

É aniversário do CCBB do Rio de Janeiro, comemorando seus 22 anos de existência! Parabéns! 😀

Um ótimo passeio para a criançada e toda a família! Confira a programação especial:

  • Abertura da Exposição Índia: Temática e interativa, abrangendo 3 mil anos da cultura indiana, da antiguidade à contemporaneidade;
  • Maha Cortejo: Acompanhe o Cortejo! Cante e dance! (Térreo) – 13h;
  • Espetáculo “Jaya Jaya”: Música, danças e estórias (Teatro I) – 14h;
  • Pequenas Mãos: Memórias da Índia, para público de 3 a 6 anos (Sala do Educativo) – 15h;
  • Contos e Cantos para Adultos (Sala do Educativo) – 18h;
  • Laboratório de Ações Criativas “Marcas auspiciosas”: Segundo a cultura indiana existem marcas em nossos pés e mãos que podem significar felicidade e sorte. Você seria capaz de identificá-las? (Foyer do CCBB) – 10h às 18h;
  • Contos e Cantos para família – 11h, 16h e 17h;
  • Espetáculo Teatral “Cabelos Arrepiados” (Tearo II) 11h e 18h.

Entrada franca para todos os eventos. As senhas devem ser retiradas 1h antes de cada evento.

Quando: Esta programação vale apenas para o dia dos pequenos, mas a exposição Índia vai de 12 de Outubro a 29 de Janeiro de 2012, de terça a domingo, das 9h às 21h.

Como chegar: Se você quiser ir de metrô, a estação mais próxima é a Uruguaiana.

Fonte: Facebook do CCBB RJ; Fotos: FB do CCBB e Blog do Dodó Macedo.

Fica a dica!

Um mundo de bonecos no SESI Bonecos do Mundo!

Olá, caro leitor! Viemos para dar uma dica rápida sobre um evento que acontece neste final de semana, reunindo mais de 50 espetáculos de 24 grupos de teatro de animação de países como China, Rússia e Espanha. O Brasil também compõe o número de trupes.

O SESI Bonecos do Mundo corresponde a um dos maiores festivais do gênero no planeta, de acordo como o jornal O Globo.

Há exposição, oficinas e apresentações teatrais, além de desfile de bonecos suspensos por estruturas gigantes. O evento é gratuito e conta com o show da banda Patu Fu, que apresenta o espetáculo “Música de Brinquedo”, onde usam apenas instrumentos musicais de brinquedo.

Quando: Neste sábado e domingo, a partir das 16h30m.

Por quanto: Como dissemos ali em cima, é “de gratis”! 🙂

Onde: Aterro do Flamengo, próximo ao Monumento dos Pracinhas.

Como chegar: Para quem vai sem carro, o Metrô é a melhor opção. Desce na estação da  Cinelandia e vai andando pra lá, facinho! E toma cuidado pra atravessar as ruas do aterro, que são bastante movimentadas. Procura uma passarela ou sinal, ok? Safety first! 😉

Fonte: Jornal O Globo

OBS: Essa dica foi compartilhada conosco pela Sheila Calmon (mãe do Daniel).

Fica a dica!

1

Exposições Fotográficas no MAM e no Museu da República

Pra quem gosta de fotografia e quer continuar celebrando essa arte vai a dica de duas exposições que acontecem no Rio. A primeira é a mostra “Fotografia – Coleção Joaquim Paiva”, selecionada a partir do acervo do Diplomata Joaquim Paiva que nos brinda com 134 trabalhos de 69 artistas de 21 países, no Museu de Arte Moderna (MAM), até nove de outubro.

Não muito longe do MAM a fotógrafa Luciana Monteiro expõe pelo segundo ano consecutivo seus trabalhos na “Feira Cultural da Fotografia”, no Museu da República. Luciana estará no local no domingo, 28 de Agosto das 09h às 17h para falar sobre suas inspirações e referências fotográficas.

Vamos às informações:

O que: Exposição “Fotografia – Coleção Joaquim Paiva”;

Onde: Avenida Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo – Centro – Rio de Janeiro;

Contato: Tel. 2240-4944;

Em que horário: De terça a sexta, das 12h às 18h; Sábados, domingos e feriados 12h às 19h;

Por quanto: R$ 8 a inteira e R$ 4 para pessoas com mais de 60 anos. Amigos do MAM e menores de 12 anos entram de graça. Aos domingos, com o chamado “ingresso-família”, paga-se R$ 8 por grupo. Para estacionar o valor é R$ 3 por hora.

Como chegar: Para quem vai sem carro, a dica é ir de metrô até a Cinelândia e de lá ir andando. O caminho é bonito e curto.

Fonte: Revista Veja Rio

O que: “Feira Cultural da Fotografia”;

Onde: Rua do Catete, 45 – Catete – Rio de Janeiro;

Como chegar: O melhor jeito de chegar também é o metrô. Descendo na estação Catete você sai em frente ao Museu da República.

OBS: Após a visita cultural, ainda pode levar as crianças no parquinho que tem no local, ou no aterro do Flamengo, logo depois! J

Fonte: Página de evento no Facebook

Fica a dica!

2

Uma nova HQ brasileira: Peixe Fora D’Água

Alguém já ouviu dizer que o Rio de Janeiro também é berço de quadrinhos? É minha gente, mais um HQ nacional começa a nascer por aqui além do Salomão Ventura:

Guarde este nome.  Nunca ouviu falar? Pois bem, agora que sabe, vai conhecer e pode até comprar… Olha que luxo! 😀

Para tanto, basta ir a Fazenda Tolstoi no sábado, 13 de agosto, a partir das 18h e conferir o lançamento da revista de graça e com direito a música tocada pela banda Novocaines. Nós vamos aparecer por lá também, afinal de contas, não é todo dia que tem evento envolvendo HQ aqui no Rio. Digo isso por que, admito, tenho ciúmes dos paulistas que vivem tendo acontecimentos do gênero por lá!

Os responsáveis por esse lançamento são: Diego Sanchez e Laura Lannes. Se por alguma razão você vai ficar de fora do lançamento, mas quer garantir seu exemplar, pode entrar em contato com eles também pelo e-mail: revistapeixeforadagua@gmail.com. A revista custa R$ 12 + o frete.

Endereço: A Fazenda Tolstoi fica na Rua Álvaro Ramos 394, Botafogo.

Como chegar: Através do nosso tão conhecido Metrô Rio! De acordo com o Google Maps, você pode fazer este trajeto a pé e chegar em 12 minutos.

Seguem mais informações, direto dos organizadores:

-A banda começará a tocar às 22h;

– Cerveja, caipirinha e outras bebidas serão vendidas pelo pessoal da Fazenda Tolstoi;

– Exposição de diversos originais de quadrinhos e ilustrações que estão na revista;

– Exibição de filmes relacionados a quadrinhos:

+ “Crumb”, documentário de Terry Zwigoff sobre o quadrinista Robert Crumb;
+ “Ghost World”, do mesmo diretor, baseado no quadrinho homônimo de Daniel Clowes;
+ “Akira”, animação de Katsushiro Otomo baseada no mangá de mesmo nome.

Particularmente, ter bebidas alcoólicas E HQs juntas num evento muito nos atrai. 😉

Errata: Queridos, na informação sobre a banda que irá fazer um som no lançamento da revista, nos confundimos por causa dos nomes parecidos. Quem estará lá será um grupo aqui do Rio mesmo. HQ brazuca e som brazuca!

Fica a dica!

7

Feira do Lavradio – No mundo descolorido do centro carioca existe um oásis cultural que vale a pena conhecer

A cidade do Rio tem uma imensa variedade de coisas pra se fazer e lugares para se estar. Sempre algo diferente, gente diferente, comida diferente. Quase tudo encontramos por aqui. No Centro da cidade, entre a muvuca predial e a Lapa está a Rua do Lavradio.

Neste lugar pulsa uma parte muito legal da cultura carioca. Bares, restaurantes, ateliês de design e lojas de antiguidades tornam a rua um charme só. Uma parte equivalente a um quarteirão foi transformada literalmente em “quarteirão cultural”, sendo que lá nem passa carro, só pedestres. Claro, um espaço desses, livre, tinha que ser aproveitado e essa é a razão da nossa dica de hoje, te contar como isso vem sendo feito. Todo primeiro sábado de cada mês (amanhã é o primeiro desse mês, gravem isso) acontece nesta rua a famosa Feira do Lavradio.

Calma, não estamos te mandando visitar uma feira de legumes e verduras (apesar de também não ser uma má ideia).  Esta que estamos falando é composta de barracas de artesãos e vendedores de todo tipo de coisas legais e originais. Bolsas customizadas com páginas de quadrinhos, camisas de personagens da cultura pop (como o rosto do gato de Alice no país das maravilhas), ou até mesmo uma fantasia de cascão para pequenos, esculturas com garrafas de vidro, bijuterias de vários materiais, discos de vinil, roupas e mais roupas e muitas coisas mais. Fora isso, tem os bares e restaurantes (como já disse lá em cima) onde você pode almoçar, tomar um chopp, ou simplesmente relaxar. Tudo ao gosto do freguês! 😉

No dia da feira não apenas o quarteirão cultural fica indisponível para tráfego normal de carros, mas toda a rua é tomada pelas tais barracas. Tem samba rolando e gente de todas as idades e estilos dão o ar da graça por lá. Não podemos dizer que achamos tudo uma pechincha por que seria uma grande mentira. Tem coisa cara lá, afinal de contas, o que não é feito em larga escala tem lá seus custos, mas tem também aquele brinco legal, aquela bugiganga fofa pra botar em casa que não vão te deixar pobre. Em último caso, se você não quiser comprar nada, vá para conhecer, para almoçar em um ambiente descontraído, com gente diferente circulando. Mudar de ares faz um bem danado e se você apenas costuma ver o centro da cidade com o cinza dos ternos e da fumaça dos carros, vale conferir sob outra perspectiva.

Fica a dica!