0

2º Festival Gastronômico do CADEG

O que dá certo, a galera repete, né? Por isso está rolando a 2ª edição do Festival Gastronômico no CADEG.

O evento vai até o próximo domingo (23/11/2014) e conta com programação especial para este último final de semana. Estivemos lá no sábado passado e vimos boas promoções de cerveja, tem bacalhau pra garantir ceia de Natal e Ano Novo, doces portugueses (esses estão meio carinhos na maioria do lugares, mas alguns super valem a pena) e muitas frutas, legumes, temperos e plantas pra você levar pra casa. E MUITA bebida diferente, nacional e importada! 😀

2º Festival que vamos, é sempre bom visitar o local 🙂

Já sabe, né? Se vier de carro, tem uma saída pela Brasil que dá direto lá, ou pode vir por dentro. Tem o metrô de Triagem que é relativamente perto e muitos ônibus. Mais informações sobre endereço, horários e como chegar aqui.

Fica a dica!

0

Começando bem o dia com uma receita fácil de waffle integral!

Eu sei, já passamos do início do dia, mas me acompanha! 😉

Como temos falado aqui em alguns posts, estamos tentando adotar um estilo de vida mais saudável. Não chegamos a falar muito com os amigos a respeito pra não parecer os loucos da comida natureba, mas temos mudado diariamente nossos hábitos.

Uma das dicas de bons hábitos que temos tentado seguir é não pular o café da manhã e com isso tentamos comer de forma saudável desde o começo do dia.

Daí que eu comecei a postar umas fotinhos no meu Instagram sobre algumas comidinhas feitas em casa e com o máximo de ingredientes naturais e saudáveis possíveis, nos dois últimos dias postei sobre nosso café da manhã e os amigos se interessaram, então lá vai a receita do café da manhã de hoje,que foi waffle integral:

Esse tá purinho, mas pode usar o recheio que quiser. O primeiro que fizemos tinha frango assado desfiado e estava uma delícia! 🙂

Ingredientes:

1 xícara de farinha de trigo integral
1 xícara de leite
1 ovo
3 colheres de sopa de manteiga derretida
1/2 colher de sopa de açúcar
1/2 colher de chá de sal
1 1/2 colher de chá de fermento em pó

OBS: Esta receita precisa de uma máquina de waffle

Modo de preparo:

Na verdade, eu dobrei essa receita porque queria comer no café da manhã e trazer de lanche pro trabalho. Renderam uns 10 waffles. Com a quantidade de sal que eu coloquei achei que passou um pouco da conta, então vocês podem não dobrar o sal. Ah, colocamos oréganos na massa também que, além do gosto bom, fica com um aroma maravilhoso.

O modo de preparo é colocar tudo no liquidificador e bater até ficar uma massa homogênea. Depois é untar máquina de waffle com manteiga, colocar a massa com uma concha (cuidado pra não exagerar, porque pode vazar).

Confesso que me preocupei com o fato de que a massa poderia ficar “pesada” por ser feita com farinha integral, mas não ficou. Super recomendo, mas se você não gostar pode usar a farinha comum mesmo, que continua sendo um sucesso. 🙂

A receita original eu vi no blog Cozinhando para 2 ou 1, que tem umas receitas ótimas e eu adoro!

Foi uma pena não ter tirado foto da massa crua, mas já dá pra ter uma noção com o waffle pronto.

Não pule o café da manhã, ele é seu primeiro e mais importante combustível do dia.

Fica a dica!

0

Confira 9 Motivos para não comer comida industrializada!

Preocupação com a alimentação virou rotina na nossa casa. Estudar sobre os benefícios de uma alimentação saudável e os malefícios dos excessos e de toda a comida industrializada é uma revolução e um caminho sem volta. Sabe a escolha da pílula azul? É isso. Você pode até não seguir um estilo de vida saudável, mas uma vez que aprende sobre isso, nunca mais verá comida e supostos alimentos da mesma forma.

Eu sei que a tecla em que as pessoas mais batem é a da praticidade, da falta de tempo para preparar refeições e a velha história de que “nunca viu ninguém morrer comendo Big Mac”.

Tempo é questão de adequação e você dificilmente verá alguém cair morto assim que come uma besteira, mas isso acontecerá de forma silenciosa. Achamos que não compensa.

Isso quer dizer que deixamos de consumir comida industrializada 100%? Infelizmente não. Nosso paladar assim como o de muitos foi acostumado a reconhecer todo tipo de porcaria industrializada como comida e agora vivemos um processo de reeducação alimentar. Diminuímos a quantidade das porcarias e vamos acompanhando a mudança na nossa vida.

Dê uma olhada na imagem abaixo. Comida industrializada é:

Tem mais, mas só esses já assustam! – Infográfico do Natural News, no site http://www.naturalnews.com/infographics

1 – Carregada de pesticidas;

2 – Altamente viciante;

3 – Destrói seus orgãos e ossos;

4 – É mais caro;

5 – Arruína sua digestão;

6 – Destrói sua mente;

7 – Contém muitos transgênicos (GMOs – Genetically Modified Organisms);

8 – Causa inflamações crônicas;

9 – Comida industrializada na verdade nem é comida.

Não lembro exatamente onde li a frase: “Não coma nada que sua avó não considerasse comida”. A única certeza é que é uma frase carregada de razão.

Se você não conhece o que come, não repita o discurso de que está fazendo a sua escolha. Informe-se e conheça bem sua comida, depois disso se você optar por manter um estilo de vida não saudável, aí sim, pode dizer que está fazendo uma escolha, do contrário estará apenas sendo levado com a maré.

E, PELAMORDEDEUS, não passe esse gosto terrível por besteiras para o(s) seu(s) filho(s)! 😉

Fonte da imagem: NaturalNews (através do Pinterest).

Fica a dica!

0

Alternativas saudáveis para produtos do cotidiano

Faz um tempo que ficamos interessados sobre alimentação e como ela influencia na nossa vida de uma forma geral. Não somos experts no assunto, mas temos estudado bastante e tentado encontrar alternativas mais saudáveis para nossa alimentação diária. Com isso, vem reeducação alimentar, do paladar e a descoberta sobre produtos orgânicos e mais naturais.

Falaremos mais sobre nossas experiências, mas hoje a dica é bem básica.

Grande parte das pessoas que conhecemos tem um pequeno estoque de pipoca de micro-ondas para oferecer às crianças, amigos ou para uma tarde de filmes em casa. Nós também tínhamos até descobrir que pipoca de micro-ondas não faz nada bem a nossa saúde. É muito corante, sódio , milho transgênico e ainda os efeitos do próprio micro-ondas sobre o alimento.

Depois de obter essas informações, passamos a comprar o milho e fazer pipoca da forma tradicional, na panela, mas ainda ficou o incômodo sobre os agrotóxicos e o fato do milho ser transgênico. Fomos levando até o dia em que o Daniel encontrou o tal milho orgânico em uma feira de orgânicos no Flamengo, Zonal Sul do Rio. O pacote de 500g custou R$ 5. Sábado teve pipoca orgânica lá em casa!

E ainda com chocolate 50% cacau e açúcar não-refinado orgânico.

E ainda com chocolate 50% cacau e açúcar não-refinado orgânico. 😉

Acabamos descobrindo que a Ecobio, marca que comercializa o milho, tem váaaaaaarios produtos orgânicos. Os preços no site deles são atrativos para alguns produtos, mas o frete é salgado. Sabemos que o mercado Pão de Açúcar vende os produtos dessa marca, mas tem que pegar promoção e garimpar preço.

O acesso a produtos orgânicos precisa de muito incentivo para chegar ao grande público, não dá pra comer tudo 100% orgânico em casa ainda, infelizmente. Enquanto isso não acontece vamos tentando encontrar alternativas para uma alimentação saudável e o mais livre possível de agrotóxicos.

Em breve falaremos sobre outras escolhas alimentares. 🙂

Fica a dica!

2

London Beer House: Um Bom Pub na Zona Norte do Rio!

Como hoje é sexta e acabamos de ter uma boa experiência num local novo, vamos compartilhar com vocês.

Difícil resistir a uma boa oferta, compramos um cupom para consumo de seis chopps mais uma costela suína ao molho barbecue com batata frita. O que mais chamou atenção foram os seis chopps, que estavam divididos em duplas para os três tipo da cervejaria Noi, trigo, pilsen e stout (porque, por mais que a promoção me diga, nada me convence que aquilo era dunkel).

Cerveja de trigo e todo o sabor delicioso que o estilo representa! 🙂

Uma pilsen artesanal bem comum, nenhum destaque.

Gostinho de café delicioso, sem ser forte!

O ambiente é bonito, bem decoradinho e tem uma programação de música ao vivo separada por estilo pra cada dia da semana. O atendimento foi muito bom também. A costela foi uma surpresa a parte, pois a foto da oferta mostrava uma porção muito menor que a que foi, de fato, servida a nós. Ponto pra casa!

Cara, a foto não faz jus… O prato era 2/3 da largura da mesa! O_O

Já faz um tempo que queremos conhecer a cervejaria Noi (que fica em Niterói), mas até agora não tivemos a oportunidade. A ida ao pub facilitou isso e pudemos experimentar três de seus chopes. A comida também estava ótima e nos serviu extremamente bem. Demos uma olhada no cardápio, os preços são de um pub comum e eles tem uma carta de cerveja bem maneirinha.

A localização também é tranquila. Fica na Vila da Penha, na esquina da Rua Ápia com a Av. Brás de Pina e próximo ao metrô de Vicente de Carvalho. De lá, tem muitas linhas de ônibus que deixam praticamente na porta e te evitam a fadiga. 😉

Se quiser ver o trajeto no Google Maps e as linhas que passam por lá, só clicar aqui.

Além de ter sido por um bom preço devido a promoção, a qualidade do serviço, local, chopps e comida agradaram muito. Esperamos voltar em breve.

Fica a dica!

0

Uma sopa simples e mais saudável

A gente vive uma correria louca pra dar conta de 37 mil tarefas diárias. No meio de tudo isso ainda temos que parar pra comer pois, como sabemos, saco vazio não para em pé… Mas cadê o tempo pra preparar refeições gostosas e saudáveis, viver e ainda dar conta dos compromissos?

Pra tentar facilitar nossas rotinas noturnas e comer algo mais leve nessa parte do dia, optamos pelas sopas semiprontas em saquinho. A promessa é de praticidade e sabor… mas, depois de ver a quantidade de sódio que tem num pacotinho desses, pensamos no quanto faz mal para o nosso organismo.

A praticidade das mesmas se tornou algo questionável pra nós. Você coloca o pó em 1,5 l de água e mexe por bastante tempo – impossibilitando que você faça outras coisas, diga-se de passagem – até começar a ferver, depois você espera mais cinco minutos para só então a sopa estar pronta. Na prática não é tão prático quanto prometem. :/

Começamos a fazer sopas de legumes, de abóbora, lentilha e ervilha, mas caímos em três problemas:

1 – Descascar abóbora / vários legumes pra compor uma sopa é um saco;

2 – Depois de cozinhar tudo, tínhamos que esperar esfriar para só então poder bater no liquidificador, guardar tudo em potes e, por fim, tomar a sopa;

3 – A sopas de ervilha e lentilha eram as mais fáceis, mas não eram nutritivas o suficiente e continham muita gordura por conta das linguiças e bacon que colocávamos.

Procurando praticidade e qualidade, pensamos em como ter uma opção de comida mais leve para o jantar, sem ser artificial e sem que dê muito trabalho?

Foi misturando que a gente chegou ao que consideramos ideal:

Um dia nos deu um estalo de que as sopas de ervilha e lentilha levam uns 20 minutos cozinhando em panela de pressão sem que precisássemos ficar lá mexendo e velando a sopa como na artificial.

Trocando o monte de linguiça e outras carnes gordurosas por temperos, alguns legumes e talos, as vezes cortados meio grosseiramente mesmo, colocamos um pouco de sal e mandamos ver. Como vai tudo junto na panela de pressão, sempre dá tempo de cozinhar e assim temos feito também com a lentilha. Ainda colocamos um litro a mais de água, por ela ser mais encorpada, ou seja rende mais! 🙂

Resumindo: Ervilha e lentilha servem como ótimas bases para sopa, pois não precisamos colocar mil legumes para encorpar a sopa, apenas alguns já dão muitos nutrientes que precisamos e um gostinho todo especial. 😉

E o legal dessa dica é que você deve sempre variar os legumes para ter nutrientes diferentes, ou seja: Dificilmente fica enjoativo!

Fugimos das sopas de pacote que deveriam ser chamadas de sopa de sódio embutido. rs XD

Experimente!

Fica a dica!